Quem sou eu

Minha foto
Santiago, RS, Brazil
Sou Viviane Perufo Carloto. Tenho curso superior em Letras, Língua Inglesa e Respectivas Literaturas e Pós-Graduação em Informática na Educação. Desenvolvo trabalho na Supervisão Escolar e coordeno o Projeto Tribo LucasGeo e o grupo de teatro Os Teatreiros.

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O que faço pelo meu país?



Falar ou calar? Agir ou aceitar? Reivindicar ou conformar-se? Lutar ou desistir? Ser ou não ser? O cidadão que tem dúvidas como essas não é capaz e nem digno para exaltar e glorificar o nome do nosso país. O caminho para a vitória da nossa nação é refletir sobre quem faz o nosso país. A partir de então, uma cascata de ideias e pensamentos surgem como: quais os pontos positivos no Brasil e o que precisa melhorar? E acima de tudo, o que eu faço por ele?

O Brasil não precisa de um povo que se esconda como se vivesse numa ditadura. Precisa muito menos ainda de pessoas sem personalidade que concordam ou só reclamam de tudo. Precisamos lutar e persistir, pois se ainda não alcançamos nossos ideais, é porque o fim não chegou.

Indiferentemente de tudo, o nosso país é belíssimo e exuberante e nenhum problema pode ofuscar esse brilho que Deus e a natureza proporcionam a nossa Pátria. O Hino Nacional retrata de maneira exata essas características, mas ainda faltam consciência, respeito e atitudes de cidadania pelo povo. Infelizmente a sociedade tem muito a melhorar A desigualdade social, o desemprego, a fome, a miséria, o desvio de verbas destinadas ao benefício do povo, o desrespeito... E o pior de tudo é que grande maioria da população brasileira critica o maior e o próprio defeito: a corrupção existente nos políticos e a hipocrisia. Não só os ”engravatados” são desonestos, mas também o povo, que é corrupto ao roubar o direito do nosso país de ser uma das melhores nações mundiais tanto em termos econômicos como humanos.

No entanto, o mais importante é pensar e colocar em prática tudo o que nós cidadãos podemos fazer para colaborar com o nosso país. O primeiro passo é reconhecer as nossas falhas e corrigi-las. Também não devemos compartilhar do que é errado e jamais determinarmos que somos apenas mais um.

Em virtude dos fatos apresentados, podemos concluir que cada um faz parte da história do Brasil e fazemos toda a diferença. A excelência dos resultados dos nossos atos consiste num único pensamento: o fracassado e o vitorioso passaram pelas mesmas dificuldades, mas o que mudou completamente o rumo de suas histórias foi que um venceu por não desistir do amanhã. O Brasil tem muito valor para ser esquecido.

Autora: Tassiara Ramos Vidal - aluna da 8ª série/ 82, Programa da Rádio Santiago na Comemoração da Semana da Pátria

Um comentário:

Tassiara disse...

Oi!
Parabéns!
O blog está muito criativo, com ótimas postagens e com um excelente ponto de vista dos assuntos da atualidade.
Tassiara 8/2.